Informações Gerais

Inovação no acesso de dados de pacientes

O CARESCAPE Gateway eleva o acesso aos dados de pacientes a um patamar inovador e contribui para que os hospitais implementem fluxos avançados de trabalho e pesquisa. Também oferece fácil transferência bidirecional de dados entre um sistema de informação hospitalar (HIS) e/ou sistema de informações clínicas (CIS) e os monitores dos pacientes localizados na rede CARESCAPE, utilizando o padrão do protocolo HL7*.

O CARESCAPE Gateway envia automaticamente dados dos sinais vitais com tendências para quase todos os sistemas de mapeamento ou de terceiros, contribuindo para economizar tempo e melhorar a produtividade da enfermagem. Os dados de internação, alta e transferência de pacientes capturados pelo HIS/CIS podem ser enviados para a rede CARESCAPE e seus equipamentos correspondentes de monitorização de pacientes pelo CARESCAPE Gateway, poupando tempo e eliminando os erros associados ao registro manual de dados.

O CARESCAPE Gateway vai além da integração de dados no padrão HL7 e permite que os usuários acessem um fluxo de formas de ondas e dados numéricos em tempo quase real para cada paciente monitorizado na rede CARESCAPE. Esses dados são fornecidos em um formato binário XML, oferecendo aos hospitais, médicos, enfermeiros, pesquisadores clínicos e outros profissionais a oportunidade de melhorar o atendimento do paciente.

Recursos

  • Envio de sinais vitais no padrão HL7: Envia dados de sinais vitais com tendências no padrão HL7 para os equipamentos da rede CARESCAPE com abreviaturas e nomenclaturas IHE PCD-01. 
  • Recebimento de dados de internações, altas e transferências (ADT): Aceita o registro de informações de ADTs em HL7 para a criação de um cache de informações do paciente com pesquisa com serviço de esclarecimento de dúvidas  para a rede CARESCAPE. 
  • Sincronização de horário - Network time protocol (NTP): Ativa a sincronização do horário da rede de acordo com o horário do servidor da rede hospitalar para sincronização de todos os equipamentos de monitorização de pacientes pertencentes a rede do CARESCAPE. 
  • Interface de dados de alta velocidade: Interface que proporciona acesso a formas de onda e dados numéricos em tempo quase real em um formato binário em XML.

Tecnologia

Plataforma segura: utiliza um Sistema operacional Linux** inalterável para diminuir as ameaças de vírus e outros malawares transmitidos para a rede hospitalar. 

Ampla capacidade do equipamento: permite conectividade para até 512 equipamentos de monitorização de pacientes. 

Mecanismo de integração Cloverleaf: o mecanismo de integração Lawson Cloverleaf** permite a flexibilidade para o HL7. 

Envio de sinais vitais em HL7: Envio de dados de sinais vitais com tendências em HL7 para os equipamentos de motorização de pacientes da rede CARESCAPE. Compatibilidade nativa com transações HL7 2.3 e 2.4 e IHE PCD-01 (HL7 2.6, nomenclatura IEEE1073 e IHE PCD Rosetta Terminology Mapping Content Profile.) 

Recebimento de dados de internações, altas e transferências (ADT): aceita o recebimento de informações de ADTs em HL7 para a criação de um cache de informações do paciente com serviço de esclarecimento de dúvidas para a rede CARESCAPE. 

Sincronização de horário: ativa a sincronização do horário da rede de acordo com o  NTP da rede hospitalar para que o horário todos os equipamentos de monitorização de pacientes pertencentes sejam sincronizados à rede CARESCAPE. 

Interface de dados de alta velocidade: interface que proporciona acesso a formas de onda e dados numéricos em tempo quase real em um formato binário em XML. 

Integridade de dados: a integridade dos dados é possibilitada pelas funções de coleta retrógrada, armazenamento e de avanço de dados para as situações de desconexão ou falhas na rede. 

Interface de teste: os dados da interface de teste são coletados separadamente do servidor de produção “em uso” para teste da versão CIS. 

Serviço de assistência remota: ferramentas remotas aprimoradas para diagnóstico remoto e serviços via Webmin e/ou tecnologia InSite** ExC. 

Redundância integrada: interfaces de rede com redundância automática. Alimentação de energia redundante que pode ser substituída durante o uso.